06 janeiro, 2008

Tudo ao seu tempo

Tem cada coisa que acontece! Geralmente reclamamos das infelicidades que passamos. Normal! Mas, se pensarmos bem, algumas coisas são necessárias. O que aconteceu, aconteceu e pronto! O que deixou de acontecer cedeu lugar para uma nova ocorrência. Esta, talvez, até melhor.

Levo comigo essa filosofia: tudo vem ao seu tempo. De quê adianta ficar remoendo sentimentos? É perda de tempo. O passado não pode ser mudado. Resta seguir em frente pois, o futuro sim, depende de uma série de escolhas embasadas em aprendizados acumulados ao longo do tempo vivido. Quem cultiva ressentimento, colhe infelicidade. E o tempo que era destinado a aproveitar, de repente se vai. Coisas boas parecem passar tão depressa... Então, nada melhor do que aprender a aproveitá-las já que cada minuto é único.

Temos a liberdade de decidir se o que ocorre à nossa volta poderá influenciar o modo como agimos. Não há, de fato, situação melhor ou pior, pois quem permite como será o comportamento perante os fatos externos somos nós mesmos. Carregamos conosco o dom de agir, reagir, externar, omitir, mudar, extinguir, criar, transformar... As nossas atitudes diante do tempo contínuo não estão ligadas, necessariamente, ao que se passa ao redor, mas ao que fica dentro de nós. Cada etapa superada deve ser respeitada. As fases vividas naturalmente passarão, mas deixarão rastros de experiência e maturidade.

Saibamos lidar com o tempo. Saibamos tirar proveito de cada acontecimento e nos decidirmos sempre pelo melhor de cada momento, mesmo que este momento não tenha sido o esperado.

No fim, você pode chegar à conclusão de que foi até melhor assim. Nos atentamos em valorar e reconhecer os méritos de pessoas ao nosso lado. Passamos a prestar a atenção em coisas nunca antes notadas. Se fosse ao contrário, talvez não tivéssemos o privilégio de percebê-las. Talvez não tivéssemos conhecido novas pessoas que trouxeram um marco imensurável em nossas trajetórias. Talvez não tivéssemos chegado aonde chegamos...

Se soubéssemos dar tempo ao tempo...

13 comentários:

  1. Certíssima!
    Como sempre, surpreendente ver uma pessoa tão jovem com tamanho bom senso. E (senão me engano) na área que você estuda, precisamos urgentemente de pessoas com esse bom senso!

    "Lamentar aquilo que não temos é desperdiçar aquilo que possuímos"

    Provérbio Chinês

    ResponderExcluir
  2. É que tem uma coisa que faz parte do ser humano, e que é tão difícil de combater, chamada impaciência. Queremos tudo para hoje, pra agora. Queremos encontrar o amor da vida, o emprego dos sonhos, ficar ricos para poder comprarmos a casa dos sonhos, o carro dos sonhos, etc... tudo isso já! Assim acabamos geralmente nos decepcionando com a vida, pois o tempo dela não é o tempo da nossa vontade. Feliz daquele capaz de esperar sua vez.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Concordo demais com tudo que tu disse. E é isso que tenho tentado fazer sempre. E conseguido. =D
    Ainda não tinha te adicionado lá no meu blog. Vou te adicionar e te visitar mais vezes.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. AMIGA GOSTEI DO TEXTO MUITO BOM, E CONCORDO COM TUDO MAS SENTI UMA MELANCOLIA NA AUTORA... ALGUM PROBLEMA? SE TEM É SÓ FAZER COMO VC MESMA DISSE, DAR TEMPO AO TEMPO, QUE ATÉ OS PROBLEMAS MAIS SÉRIOS SE DISSOLVEM COM O PASSAR DOS DIAS, FALO POR ESPERIÊNCIA PRÓPRIA. E LEMBRANDO QUE SEMPRE TEM OS AMIGOS QUE VÃO E VEM COM O PASSAR DO TEMPO MAS SEMPRE HÁ ALGUEM COM QUEM CONTAR.
    BJS

    ResponderExcluir
  5. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    só hj entrei aqui rs

    miguinha eu detesto sertanejo e é de verdade, são musicas mtoi cornas p meu estilo ihihihihihihi

    eu sei, eu sei, q vc vive cercada, mas rio de janeiro tem o sinonimo do funk e vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa o funk carioca rs

    te amo miguinha

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Acho que gostaria de saber que comentei sobre seu blog em meu blog.
    Se quiser ler:

    http://rafaelportillo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ola Lilian...parabéns pelo Blog, aborda vários assuntos, gostei bastante...
    visita o meu quando puder , sou escritor, publico muitas poesias e tb sou fotografo!
    beijos e fica com Deus!

    http://yaseryusuf.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Com toda a certeza, minha cara!
    O tempo não é algo que temos em mão, por mais que seguremos firme um relógio de pulso o tempo vai continuar passando por nós, como o vento passa pelas arvores; sem o menor esforço.
    De que adianta colher um fruto maduro, ou pegar um fruto podre no chão?
    Para tudo na vida tem a hora e o momento exato. Basta-nos saber enxergar isso em cada segundo.

    O passado morre a cada segundo que passa. E o futuro, como eu mesma costumo dizer, é apenas uma forma de chamarmos o presente antes de ele chegar.
    E como dizia William Shakespeare, o terreno do amanhã é incerto demais para os planos.

    Kuromi Markgraf

    ResponderExcluir
  9. Oi...
    Cadê os novos posts??
    Sempre fico surpreso com seus comentários :)
    Não conheço ninguém da IBM hoje em dia, tenho alguns amigos que trabalham em revendas IBM, mas não são japas :)

    bom fim de semana!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Lilian

    Amei seu texto!
    De todo meu coração!

    O que você escreveu, veio de encontro ao que venho pensando ultimamente;

    Ou seja;

    "Para cada sonho desfeito, existem muitos outros que ainda estão por vir!"

    Vou linkar seu blog ao meu tbm!

    Se cuida!
    Bjo enorme!
    Assim que terminar mais um capítulo eu te aviso ta bem!

    ;*

    ResponderExcluir
  11. muito bom o seu blog...mas para ele ficar melhor vc tem que mudar a car das letras do seu baner.nao é uma critica é so uma dica


    abrass

    ResponderExcluir
  12. Primeiramente, o tempo seria nossas opções aliadas a nossa vivência?

    Sim, porque o tempo possível de se questionar é esse. O espaço-tempo é algo que foge do nosso controle. Não se pode voltar e se corrigir, mas, podemos aprender com a vivência daquela escolha. Não se pode esperar, mas, podemos encarar as opções que nos são postas e impostas.

    Ser feliz, estar triste independe do tempo. Depende das ocasiões dentro do seu tempo. Mas o que chamamos de dar tempo ao tempo é plausível, desde que o tempo dado seja o seu, pois cada um vive ao seu tempo.

    Muito interessante, parabéns(((não acostuma, não))).

    ResponderExcluir
  13. hum... Tenho até medo dos elogios. Quando vier a crítica no seu sentido mais pejorativo, será de matar! hahaha

    =*

    Os: Interessante os seus comentários.

    ResponderExcluir